18 de out de 2009

Descanço,

Descanço,
deitado no fim de tarde
remoendo as lembranças
de dias melhores.

De tudo aquilo que devia ter sido
e de tudo que foi em vão,
juras e juramentos
sonhos e bons momentos.

Agora só restam as lembranças
daqueles dias não são mais,
que passaram a tanto tempo,
tão irreais.
E só me resta agora,
esse triste desencanto.

E agora,
descanço
deitado no fim de tarde
remoendo as lembranças
de dias melhores...

Nenhum comentário: